PT|

EN|

FR|

IT|

RU|

ES

Marca :: ABPM

Pesquisa Mineral retoma atividade “a todo vapor” no Brasil

Publicada no dia 17 de Dezembro de 2020

Pesquisa Mineral retoma atividade “a todo vapor” no Brasil  <p align="center"><em>Principal esteio da cadeia produtiva da minera&ccedil;&atilde;o, a pesquisa mineral visa a descoberta de jazidas minerais, permitindo o seu aproveitamento econ&ocirc;mico e mitigando o risco de investimento</em></p> <p style="text-align: justify;"><span style="text-align: justify;">O reconhecimento pelo Governo, em meio &agrave; pandemia do Covid-19, de que a minera&ccedil;&atilde;o &eacute; setor essencial para o pa&iacute;s, assegurou a continuidade da atividade, ainda que arrefecida, o que impediu a desmobiliza&ccedil;&atilde;o da produ&ccedil;&atilde;o. Com o passar dos meses, observou-se um processo de retomada de crescimento do setor, em decorr&ecirc;ncia do aumento da demanda, estabelecendo uma nova alta do pre&ccedil;o de </span><em style="text-align: justify;">commodities</em><span style="text-align: justify;">. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Minera&ccedil;&atilde;o (Ibram), a receita do segmento atingiu R$ 125 bilh&otilde;es no per&iacute;odo de janeiro a setembro. Esse valor representa um aumento de 30% em rela&ccedil;&atilde;o ao mesmo per&iacute;odo de 2019.</span></p> <p style="text-align: justify;">Para&nbsp;a consultoria internacional S&amp;P Global, de US$ 9,8 bilh&otilde;es investidos em 2019 pela iniciativa privada em projetos de pesquisa mineral de n&atilde;o ferrosos, apenas 3%, cerca de US$ 294 milh&otilde;es, foram direcionados para o Brasil. No comparativo com Austr&aacute;lia e Canad&aacute;, o pa&iacute;s possui a menor atratividade de investimentos em pesquisa mineral.&nbsp;</p> <p style="text-align: justify;">Mas essa realidade pode estar come&ccedil;ando a mudar. Apesar do cen&aacute;rio turbulento e incerto marcado pela pandemia da Covid 19, condi&ccedil;&atilde;o que dominou o ano e abalou a economia mundial, o setor mineral brasileiro surfa uma onda de otimismo, que n&atilde;o &eacute; vista desde o <em>boom </em>das<em> commodities</em> nos anos 2000, quando a demanda por petr&oacute;leo e metais de economias emergentes como China e &Iacute;ndia fizeram o pre&ccedil;o desses produtos subir de maneira consistente.&nbsp;</p> <p style="text-align: justify;"><strong>Pesquisa Mineral</strong> - Um term&ocirc;metro que atesta esse momento de otimismo que vive o setor &eacute; a eleva&ccedil;&atilde;o&nbsp;dos disp&ecirc;ndios em pesquisa mineral no pa&iacute;s. &nbsp;A pesquisa mineral visa&nbsp;a descoberta de jazidas cujas dimens&otilde;es, formato e teores permitem o aproveitamento econ&ocirc;mico da subst&acirc;ncia mineral de interesse. &Eacute; a pesquisa mineral que mitiga o risco do investidor e orienta a tomada de decis&atilde;o de se investir.</p> <p style="text-align: justify;">Para Walid Khaoule, da Servitec Foraco, empresa prestadora de servi&ccedil;os de sondagem geol&oacute;gica, com expertise em perfura&ccedil;&atilde;o de diferentes tipos de rochas, que possui cerca de 700 colaboradores, &ldquo;o setor mineral teve um ano bem-sucedido, como n&atilde;o se via desde 2012&rdquo;. Outro fator respons&aacute;vel pelos resultados do setor este ano, segundo Khaoule, foi a alta do pre&ccedil;o de <em>commodities</em>. Jo&atilde;o Luiz Carvalho, vice-presidente da ABPM e presidente da Geosol, empresa que lidera o segmento de sondagens no Brasil, avalia que ap&oacute;s um breve per&iacute;odo de desacelera&ccedil;&atilde;o e, em alguns casos, de suspens&atilde;o nas atividades de pesquisa mineral no come&ccedil;o da pandemia em mar&ccedil;o, diversos projetos tiveram o ritmo retomado e, em muitos casos, aumentado.</p> <p style="text-align: justify;">&ldquo;Os pre&ccedil;os do min&eacute;rio de ferro e do ouro tiveram boas valoriza&ccedil;&otilde;es em 2020 o que permitiu a retomada das atividades de explora&ccedil;&atilde;o mineral. Nossa taxa de ocupa&ccedil;&atilde;o dos equipamentos de sondagem e perfura&ccedil;&atilde;o tamb&eacute;m cresceu. A Servitec Foraco j&aacute; alcan&ccedil;a 75% de capacidade de produ&ccedil;&atilde;o e para 2021 nossa meta &eacute; estar entre 80 e 85%&rdquo;, destaca Khaoule, acrescentando que o ouro responde por 72% dos servi&ccedil;os da empresa. S&atilde;o 90 sondas, com produ&ccedil;&atilde;o total acumulada superior a 4,3 milh&otilde;es de metros. A Servitec Foraco, de acordo com Khaoule, realiza atividades por todo territ&oacute;rio nacional, com &ecirc;nfase nos estados de Goi&aacute;s, Par&aacute;, Bahia e Cear&aacute;.</p> <p style="text-align: justify;">Khaoule afirma que a Servitec Foraco realiza diversos servi&ccedil;os incluindo sondagem rotativa diamantada em superf&iacute;cie e em subsolo, sondagem em furos profundos maiores que 2 mil metros e sondagem rotopercussiva com circula&ccedil;&atilde;o reversa de ar, al&eacute;m de perfura&ccedil;&atilde;o para po&ccedil;os de &aacute;gua com um&nbsp;total acumulado superior a 4,3 milh&otilde;es de metros.</p> <p style="text-align: justify;"><strong>Essencialidade</strong> &ndash; Jo&atilde;o Luiz de Carvalho aponta que a decis&atilde;o do governo em reconhecer a minera&ccedil;&atilde;o como atividade essencial possibilitou que a empresa mantivesse, a partir de julho, os n&iacute;veis de atividade pr&eacute;-pandemia, observando os protocolos sanit&aacute;rios e os indicados pelos clientes, ambos seguindo orienta&ccedil;&otilde;es das autoridades.&nbsp;</p> <p style="text-align: justify;">&ldquo;2021 j&aacute; se mostra mais promissor em termos de volume de servi&ccedil;os em rela&ccedil;&atilde;o a 2020, em virtude dos pre&ccedil;os atuais das commodities minerais e da manuten&ccedil;&atilde;o da taxa cambial. O que se faz necess&aacute;rio &eacute; o equil&iacute;brio dos pre&ccedil;os da presta&ccedil;&atilde;o de servi&ccedil;os no Brasil, ainda muito defasados em rela&ccedil;&atilde;o ao mercado global&rdquo;, afirma o executivo da Geosol.&nbsp;</p> <p style="text-align: justify;">Carvalho conta que a Geosol tem desenvolvido trabalhos relacionados &agrave; pesquisa mineral com maior intensidade principalmente no Par&aacute;, Amap&aacute;, Minas Gerais, Maranh&atilde;o, Bahia, Goi&aacute;s, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, sendo que min&eacute;rio de ferro, ouro, cobre, fertilizantes, n&iacute;quel, van&aacute;dio e bauxita s&atilde;o as subst&acirc;ncias minerais mais pesquisadas. Para a Servitec Foraco, de acordo com Khaoule, Goi&aacute;s, Par&aacute;, Bahia e Cear&aacute; s&atilde;o os estados mais demandantes dos servi&ccedil;os da empresa, embora realize tamb&eacute;m atividades por todo territ&oacute;rio nacional.</p> <p style="text-align: justify;">O executivo da Geosol Jo&atilde;o Luiz explica que os servi&ccedil;os mais demandados pelos clientes s&atilde;o sondagem rotativa diamantada para pesquisa mineral, sondagem rotopercussiva em circula&ccedil;&atilde;o reversa, perfura&ccedil;&atilde;o de po&ccedil;os tubulares e piez&ocirc;metros, al&eacute;m de an&aacute;lises geoqu&iacute;micas e ambientais e ensaios metal&uacute;rgicos. Khaoule afirma que a Servitec Foraco realiza, entre diversos outros, servi&ccedil;os de sondagem rotativa diamantada em superf&iacute;cie e em subsolo, sondagem em furos profundos maiores que 2 mil metros e sondagem rotopercussiva com circula&ccedil;&atilde;o reversa de ar, al&eacute;m de perfura&ccedil;&atilde;o para po&ccedil;os de &aacute;gua.</p> <p style="text-align: justify;">Segundo Carvalho, as empresas que mais t&ecirc;m contratado esses servi&ccedil;os s&atilde;o as <em>major</em> <em>companies</em> com capital nacional e estrangeiro, com minas em produ&ccedil;&atilde;o no Brasil. Em seguida aparecem diversos projetos <em>greenfield</em>, alguns em fase de implanta&ccedil;&atilde;o, conduzidos por empresas de m&eacute;dio porte e <em>junior companies</em>. Ele projeta crescimento do faturamento da empresa&nbsp; em&nbsp; 2020 na ordem de 8%&nbsp; em rela&ccedil;&atilde;o a 2019.</p> <p style="text-align: justify;">&ldquo;Quase a totalidade das empresas est&atilde;o listadas nas principais bolsas de valores do Brasil, Nova York, Toronto, Vancouver, Sydney e Londres. Grande parte dos recursos investidos em pesquisa s&atilde;o oriundos de Capex e Opex de grandes mineradoras e de investidores estrangeiros por meio de capta&ccedil;&atilde;o de recursos nessas bolsas&rdquo;, explica Carvalho.&nbsp;</p> <p style="text-align: justify;"><strong>Cen&aacute;rio -</strong> Em se tratando de Brasil, um pa&iacute;s de dimens&otilde;es continentais cujo territ&oacute;rio ainda &eacute; desconhecido em termos de geologia, &eacute; esperado que novos projetos sejam anunciados. &ldquo;A minera&ccedil;&atilde;o brasileira &eacute; destacada mundialmente pela sua excel&ecirc;ncia tecnol&oacute;gica e pela qualidade de seus profissionais. Diversos projetos, cuja explora&ccedil;&atilde;o j&aacute; estava em fase de descomissionamento, est&atilde;o sendo retomados, como minas de ferro, cobre, ouro e n&iacute;quel, ampliando suas vidas &uacute;teis. Tamb&eacute;m &eacute; necess&aacute;rio retomar as discuss&otilde;es sobre as chamadas &aacute;reas com restri&ccedil;&otilde;es como Faixas de Fronteiras e terras ind&iacute;genas&rdquo;, diz Carvalho, admitindo a complexidade dos temas, com enorme exposi&ccedil;&atilde;o na m&iacute;dia, mas que precisam ser debatidos pela sociedade.</p> <p style="text-align: justify;">Para o executivo da Servitec Foraco,Wallid Khaoulle o ambiente geol&oacute;gico brasileiro &eacute; extremamente favor&aacute;vel &agrave; explora&ccedil;&atilde;o mineral. &ldquo;N&atilde;o faltam oportunidades, e nossa terra &eacute; muito rica&rdquo;, afirmou, destacando que a empresa realiza atividades principalmente em ambientes arqueanos e terrenos antigos, onde h&aacute; concentra&ccedil;&atilde;o de metais n&atilde;o ferrosos e <em>greenstone belts</em>.</p> <p style="text-align: justify;">O vice-presidente da ABPM, Jo&atilde;o Luiz Carvalho, acredita que, para melhorar o ambiente de neg&oacute;cios em da pesquisa mineral no pa&iacute;s, &eacute; necess&aacute;rio linhas de cr&eacute;dito para empresas do setor. &ldquo;Existe uma grande dificuldade de linhas de cr&eacute;ditos com foco em investimentos voltados para empresas de minera&ccedil;&atilde;o, que precisam renovar a frota de equipamentos e ve&iacute;culos ou para aquisi&ccedil;&atilde;o de insumos, visto que grande parte dos custos est&atilde;o atrelados ao d&oacute;lar. Pelo lado dos investidores, a cria&ccedil;&atilde;o de uma institui&ccedil;&atilde;o para financiamento de pequenos e m&eacute;dios projetos de minera&ccedil;&atilde;o, instituindo mecanismos que estimulem a atra&ccedil;&atilde;o de capital local e estrangeiro, a exemplo das bolsas canadenses e, australianas, desta forma daria um forte impulso ao setor, pois o que n&atilde;o faltam no Brasil s&atilde;o empreendedores e potenciais projetos&rdquo;.&nbsp;</p> <p style="text-align: justify;">Para Khaoule, o cen&aacute;rio da minera&ccedil;&atilde;o no Brasil come&ccedil;ou a apresentar perspectivas positivas a partir de 2017, com mudan&ccedil;a de posturas governamentais e atra&ccedil;&atilde;o de capital estrangeiro. &ldquo;No entanto, o maior problema &eacute; a falta de previsibilidade para investimentos no setor mineral brasileiro. O capital n&atilde;o consegue se manter aqui e acaba indo embora&rdquo;, opinou o executivo, acrescentando que as regras de regulamenta&ccedil;&atilde;o e orienta&ccedil;&atilde;o para a atividade mineral precisam ser mais claras, a fim de evitar embates entre legisla&ccedil;&otilde;es governamentais e do Congresso.</p> <p style="text-align: justify;">Segundo Carvalho, diversas empresas ligadas &agrave; minera&ccedil;&atilde;o v&ecirc;m melhorando suas opera&ccedil;&otilde;es com ado&ccedil;&atilde;o das novas tecnologias da Ind&uacute;stria 4.0 e no setor de pesquisa mineral n&atilde;o poderia ser diferente. &ldquo;Equipamentos com mais autonomia, melhor qualidade na veicula&ccedil;&atilde;o dos dados de campo e pessoal mais treinado em tecnologia ser&atilde;o um diferencial para quem quiser se manter em atividade,&rdquo; conclui o vice-presidente da ABPM.</p> <p style="text-align: justify;">&nbsp;</p>