PT|

EN|

FR|

IT|

RU|

ES

Marca :: ABPM

Novos diretores da ANM são sabatinados pelo Senado 

Publicada no dia 06 de Abril de 2022

Novos diretores da ANM são sabatinados pelo Senado 

Após sabatina, nomes indicados pelo governo foram aprovados em votação na Comissão de Infraestrutura e seguem para apreciação do Plenário

 

A   Comissão de Infraestrutura do Senado aprovou em sabatina nesta terça-feira (5/4), as indicações para novos diretores da Agência Nacional de Mineração (ANM), feitas pelo presidente Jair Bolsonaro. A sessão apreciou não apenas os nomes indicados pelo governo para a ANM mas também para outras Agências reguladoras que igualmente tem diretorias vagas ou em vias de vagar brevemente.

Dirigentes da ABPM acompanharam a sessão da Comissão de Infraestrutura que sabatinou os futuros diretores e aprovou os seus nomes. A ABPM apoia as nomeações dos novos diretores da ANM, por entender que as receptivas trajetórias profissionais dos indicados estão à altura dos cargos que irão ocupar. 

Para Luís Azevedo, presidente da entidade, “a recomposição da Diretoria Colegiada da ANM é fundamental para assegurar que ela intensifique o seu processo de implantação, e continue a contribuir, cada vez mais, para fortalecimento da mineração brasileira.”

Para o cargo de Diretor-geral da ANM, o Senado aprovou a indicação do advogado Mauro Henrique Moreira Sousa, que vai substituir em dezembro Victor Hugo Fronner Bicca.  Mauro Sousa é do quadro da Advocacia da União, atuando na Consultoria Jurídica do Ministério de Minas e Energia desde 2005. 

Bacharel em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. é especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental nos Setores Energético e Mineral (PUC/RJ), especialista em Administração de Segurança Empresarial, pela Fundação Álvares Penteado, tem formação especializada em Direitos Humanos pela Universidade Pablo de Olavide (Sevilha/Espanha). Foi Consultor Jurídico do Ministério de Minas e Energia (2008-2010), onde hoje tem atuado em assuntos e questões socioambientais.

Também foi aprovado pelo Senado para exercer o cargo de diretor da ANM, o nome de Roger Romão Cabral, na vaga do mandato de Debora Tocci Puccini. Roger Cabral é servidor de carreira da ANM, engenheiro de minas, e e atualmente é diretor interno naquela agência. Na mesma sabatina, Tasso Mendonça Junior também teve a sua aprovação, sendo reconduzido ao cargo de diretor da ANM, que vinha ocupando até o mês de dezembro de 2021.