PT|

EN|

FR|

IT|

RU|

ES

Marca :: ABPM

Levantamento revela impacto da Covid-19 no setor mineral

Publicada no dia 28 de Abril de 2021

Levantamento revela impacto da Covid-19 no setor mineral

Mineradoras acreditam que volta à normalidade das atividades econômicas só será possível com a vacinação em massa

Levantamento sobre o impacto da Covid-19 na mineração realizado pela Associação Brasileira das Empresas de Pesquisa Mineral e Mineração (ABPM), com empresas associadas à entidade, revela indicadores favoráveis no desempenho setorial.  

No entanto, as mineradoras estão preocupadas com a demora do governo em ampliar a vacinação da população, aponta o levantamento.  As empresas foram enfáticas em afirmar que volta à normalidade das atividades econômicas só será possível com a vacinação em massa. 

 Segundo o estudo, embora 75% das empresas associadas foram afetadas pela pandemia da Covid-19, a maioria teve melhoria no faturamento. Esse resultado pode ter sido impulsionado pelos preços altos das commodities minerais e pelo câmbio favorável às exportações. 

“Ter garantido a mineração como atividade essencial, convencendo o governo a inseri-la no decreto presidencial, sem dúvidas, foi fator decisivo”, afirma Luís Azevedo, presidente da ABPM. O decreto permitiu que as mineradoras não paralisassem suas atividades.

Outra boa notícia trazida pelo levantamento é que 95% das empresas aumentaram ou pelo menos mantiveram seus orçamentos em investimentos de exploração mineral. Com relação à capacidade produtiva, apenas 35% das empresas tiveram incremento na escala ofertada. 

O estudo também mostra que as empresas associadas adotaram protocolos e medidas preventivas de saúde para proteger seus funcionários e colaboradores. Outro fato relevante é que cerca de 50% das empresas, em algum momento, paralisaram as atividades por causa da pandemia e 75% adotaram o home office como método de trabalho, sem que, com isso, houvesse perda de produtividade.   

Gargalo - No contexto de gargalos impostos pela pandemia, o levantamento registra o posicionamento majoritário do setor mineral em considerar importante as publicações dos editais de disponibilidade pela nova sistemática de Ofertas públicas em que cerca de 56% das empresas disseram ter participado dos certames. Embora tenham aprovado o novo procedimento licitatório, as empresas cobram da ANM que agilize as análises e outorgas minerais.

De acordo com o levantamento, o impacto das ofertas públicas no mercado de trabalho com possíveis novas contratações ainda se revela incipiente, dentro do que foi efetivamente arrematado pelas empresas.  “É de se esperar que com as ofertas de áreas e as emissões desses alvarás tenhamos uma ampliação dos orçamentos em exploração mineral das empresas para os próximos anos, em um cenário de novas contratações”, avalia Azevedo.

 

Acesse a pesquisa na íntegra.