PT|

EN|

FR|

IT|

RU|

ES

Marca :: ABPM

ABPM reconhece avanços na mineração brasileira na última década

Publicada no dia 19 de Abril de 2022

ABPM reconhece avanços na mineração brasileira na última década

Luis Azevedo avaliou o desempenho do setor mineral em Conferência virtual da Câmara de Comércio Brasil-Canada, preparatoria  do PDAC 2022

 

Em sua palestra no painel "Exploração Mineral no Brasil: Tendências e Oportunidades" na 2ª Conferência de Mineração Virtual Brasil-Canadá ocorrida na tarde desta terça-feira (19/04), o presidente da ABPM, Luis Azevedo, fez uma avaliação positiva do desempenho da mineração brasileira na última década, tanto em termos de fortalecimento das empresas que evoluiram do estágio de juniors para a condição de empresas operacionais, quanto sob a ótica regulatória. 

Também, o país evoluiu com o novo Regulamento do Código de Mineração, com a criação da Agencia Nacional de Mineração, trazendo medidas de trasformação digital nos procedimentos de outorgas  minerais e com as novas resoluções, particularmente as relativas aos novos conceitos de recursos e reservas, a que relaciona direito minerário como garantia para financiamento, a de reaproveitamento de rejeitos e a que regulamenta segurança de barragens.  

A partir de um quadro comparativo feito pela ABPM, Luis Azevedo avalia que “apesar de ter havido um decrescimo no período de 52% de empresas listadas em bolsas internacionais atuantes no brasil, no geral, as que hoje operam no país, possuem um nivel empresarial bem mais robusto e são associadas a capitais bem menos especulativos”. 

Esse painel contou como moderador Alysson Rajão (Vale), e, além de Luis Mauricio Azevedo, Presidente da ABPM como palestrante âncora, teve como debatedores Mike Richard, Diretor Geológico da Ero Copper e Scott Heffernan, vice-presidente, exploração na Equinox Gold. 

A conferencia foi composta por três painéis de discussão. O segundo painel, "Política Pró-Estratégica de Minerais: O que vem a seguir", avaliaou o novo programa lançado pelo governo brasileiro para priorizar projetos estratégicos e a perspectiva das empresas envolvidas. Adriano Trindade, sócio de Mattos Filho, moderou este painel, juntamente com os palestrantes, Frederico Munia Machado, secretário de Parcerias em Energia, Petróleo, Gás e Mineração do Ministério da Economia; e Antonio Neto, Conselheiro Geral da Ero Brasil. 

O último painel, "Mudando a Face da Mineração: Melhorando a percepção e a cultura do público", discutiu o papel das mineradoras na mudança da percepção pública do setor para atrair investimentos, pessoas e tecnologia. O painel contou com Paulo Soares, Diretor de Comunicação Corporativa do IBRAM, como moderador, e os palestrantes, Silvio Lima, Diretor de Relações Institucionais da Appian Capital Brasil; e Marcelo Paiva, Diretor de Finanças Corporativas e Membro do Conselho da Sigma Lithium Resources.