PT|

EN|

FR|

IT|

RU|

ES

Marca :: ABPM

ABPM participa do lançamento do Plano Nacional de Fertilizantes do Governo

Publicada no dia 16 de Março de 2022

ABPM participa do lançamento do Plano Nacional de Fertilizantes do Governo

Na última sexta-feira (11/3), o Governo Federal lançou o Plano Nacional de Fertilizantes (PNF) visando reduzir a dependência do país em relação aos “fertilizantes importados e, consequentemente, às vulnerabilidades decorrentes”. O lançamento do PNF contou com as participações do presidente da República, Jair Bolsonaro; da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina; do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque; do ministro da Economia, Paulo Guedes; e do Secretário Especial de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, Flávio Rocha, dentre outras autoriades.

O vice-presidente da ABPM, João Luiz de Carvalho, compareceu ao ato de lançamento. Na cerimônia, a Ministra da Agricultura Teresa Cristina afirmou que "não estamos buscando a autossuficiência, mas sim, a capacidade de superar desafios e manter nossa maior riqueza, o agronegócio, pujante e competitivo, que faz a segurança alimentar do brasil e do mundo. Nossa demanda por nutrientes para as plantas é proporcional à grandeza de nossa agricultura. Mas teremos nossa dependência externa bastante reduzida. O ministro da Economia, Paulo Guedes, destacou que o plano possibilitará ampliação da cadeia produtiva. "O Brasil é uma potência mineral, agroambiental e vai fazer, na verdade, do ponto de vista econômico, um aprofundamento da cadeia produtiva".

Para o governo, o PNF deve ser uma referência ao planejamento do setor de fertilizantes até 2050, na busca de se  promover o desenvolvimento do agronegócio nacional, com foco nos principais elos da cadeia incluindo a indústria tradicional, os produtores rurais, cadeias emergentes, novas tecnologias, uso de insumos minerais, inovação e sustentabilidade ambiental. O PNF prevê ainda a criação do Conselho Nacional de Fertilizantes e Nutrição de Plantas, órgão consultivo e deliberativo que coordena e acompanha a implementação do Plano Nacional de Fertilizantes.

O Brasil é, hoje, o quarto maior consumidor de fertilizantes do mundo, em que mais de 85% dos fertilizantes utilizados aqui são importados. Com o PNF, pretende-se diminuir a dependência de importações, em 2050, de 85% para 45%, mesmo que dobre a demanda por fertilizantes.